Pesquisar este blog

terça-feira, 26 de julho de 2011

Lista de presentes

Já foi falta de educação criar uma lista para pedir presentes. Hoje em dia, é mais do que esperado que os noivos coloquem uma lista em lojas de sua preferência. Facilita a vida do convidado, até.



No nosso caso, colocamos as listas em três lojas: Ponto Frio, Tok Stok e Fast Shop. As três têm muitos produtos e facilitam troca de presentes repetidos. Uma mão na roda para os noivos!



E o polêmico cartãozinho com o nome das lojas no convite: pode ou não pode?

Especialistas em etiqueta condenam a prática. Eu não coloquei por achar desnecessário - quem quer dar presente pergunta da lista e pronto. Mas se você quer colocar, se acha que vai ser melhor no seu caso, faça.



E pedir dinheiro ou cotas de lua-de-mel?

Especialistas em etiqueta condenam, mais uma vez. Procurei e achei a opinião de Fábio Arruda: "Alguns casais “vendem ações” da lua-de-mel, pedindo para que as pessoas contribuam em dinheiro. Mas isso tudo comercializa demais o casamento. O fato é: se você está sem dinheiro para o casamento ou para a lua-de-mel, é melhor não casar. Senão, você acaba obrigando os seus convidados a pagar pela sua festa". Só que acho que vai das pessoas que você convive. Eu não quis fazer porque estou montando minha casa e presentes - eletrodomésticos, utilidades domésticas e etc - me são uteis.



Acho que vale a dica de tentar contemplar todos os bolsos, disponibilizando presentes de vários valores na lista. É tão desagradável entrar na lista e ver que não tem nada que a gente consiga pagar! (eu já passei por isso, acreditem)

Nenhum comentário: